Veja o ranking dos 10 políticos Brasilienses mais influentes nas redes sociais

Gil Silva | 13:26:00 | 0 comentários

Por Cláudio Ulhoa

Fizemos uma análise dos políticos mais influentes de Brasília nas redes sociais. A análise considera três fatores básicos.

Interações: curtidas, comentários e compartilhamentos.

Alcance: Número de seguidores e fãs divididos pelo número de interações e engajamento durante o período analisado.

Engajamento: Regularidade das postagens dividida pelo número de interações durante o período analisado.

No topo do nosso ranking esta o empresário e deputado federal Luís Miranda, (DEM), Luis morava em Miami, nos Estados Unidos, desde 2014. Em 2018 foi eleito como Deputado Federal e teve que voltar ao Brasil para assumir o cargo. Ficou famoso com vídeos sobre imigração e empreendedorismo que postava no YouTube.

Bia Kicis – Atual Presidente do Partido Social Liberal (PSL/DF), a deputada se aposentou em 2016 da função de Procuradora e na sua primeira tentativa conseguiu um cargo eletivo. Ela fez campanha como “a federal de Bolsonaro no DF”, com foco na defesa da segurança pública.

Governador Ibaneis Rocha – Estreante na gestão pública, Ibaneis é o, 19° governador eleito por Brasília e vem fazendo um brilhante trabalho no gerenciamento do Distrito Federal, atuante nas redes sociais, o governador gosta de mostrar o excelente trabalho que vem desenvolvendo na capital. Aos 47 anos, já presidiu a seccional do DF da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/DF) de 2013 a 2015. Foi diretor do conselho federal e corregedor-geral da entidade.

Flavia Arruda – Faz parte da base do governo do DF, mulher do ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda, foi a candidata mais votada para a Câmara dos Deputados. Graduada em Educação Física na Universidade Católica de Brasília, Flávia trabalhou em Taguatinga por um período, casada com o político José Roberto Arruda, é mãe de duas filhas. À convite da TV Bandeirantes, foi apresentadora do programa Nossa Gente, que abordava projetos de sucesso na área social.

Rafael Prudente – Nascido em Brasília, Rafael Cavalcanti Prudente, é filho de pai goiano e mãe pernambucana. O empresário cresceu em Brasília e ama a Capital Federal não só pela sua beleza arquitetônica e paisagística, mas pelo povo guerreiro e trabalhador que diariamente zela e honra o nome da cidade. Atualmente é presidente do MDB-DF e da Câmara Legislativa do Distrito Federal — CLDF. Formado em administração de empresas, trabalha na linha de geração de empregos e renda para o trabalhador do Distrito Federal.

Fernando Fernandes – Delegado da Polícia Civil há 25 anos após a primeira tentativa frustrada tentou novamente em 2018 com êxito. Tirou licença em julho para a campanha. Seu reduto eleitoral é o Sol nascente, em Ceilândia, foi conselheiro tutelar em 2013. Depois da vitória em acordo assumiu a administração de Ceilândia deixando a então derrotada Telma Rufino em seu lugar.

Leila Barros – Mais conhecida como Leila do Vôlei, em 2018 foi eleita senadora pelo Distrito Federal, tornando-se a primeira mulher a representar o DF no Senado Federal. No início do mandato, foi eleita para ocupar a 4ª suplência da Mesa Diretora do Senado, a única mulher do colegiado. Na disputa pelo comando da casa, em 2019, defendeu o voto aberto na escolha do presidente do Senado e confirmou voto no senador Reguffe (DF), candidato que acabou derrotado com 6 votos.

Hermeto – João Hermeto de Oliveira Neto é natural de Ipu, no Ceará atualmente no MDB, foi administrador da Candangolândia por 8 anos. Se candidatou a Câmara Legislativa por três vezes e em 2018 foi eleito deputado distrital. O primeiro militar a sair da tropa direto para a Câmara Legislativa do Distrito Federal.

Marcos Vicenzo
Marco Vicenzo – É Presidente Nacional da Nova União Democrática Nacional — UDN, muito engajado nas redes sociais com cerca de 70 mil seguidores, advogado de carreira, atuou por mais de 5 anos na Defensoria Pública do Distrito Federal. Morador de Vicente Pires-DF.

Julia Lucy – É cientista política e servidora pública com atuação na Polícia Federal, Capes e Conselho Nacional de Justiça. Sua proposta se baseia em empreendedorismo, protagonismo da mulher e redução dos custos da máquina pública.

Considerando os números entre interações, alcance, engajamento e o número de seguidores do Instagram e Facebook dos perfis oficiais dos políticos. As notas de cada critério vão de 1 a 11. O monitoramento foi realizado entre os dias 12 de abril a 28 de junho.

Categoria:

Espalhe por aí

0 comentários