Elemento é preso por policiais civis acusado de estar traficando comprimidos de Roupinou no setor 9

Gil Silva | 11:37:00 | 0 comentários

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por intermédio do GENARC (Grupo Especial de Repressão a Narcóticos), coordenado pelo Delegado de Polícia Cléber Martins, prendeu na noite de quarta-feira (19/06/2019), o investigado RONAN DANIEL PEREIRA DE SOUZA, suspeito de efetuar tráfico de drogas, principalmente de Roupinol, tendo como local de atuação o bairro Setor 09.

As investigações mostraram que Ronan Daniel efetuava o tráfico de maconha, crack, cocaína, e também do medicamento Roupinol (Flunitrazepam), que é um tranquilizante aproximadamente 10 vezes mais potente que o Diazepam. 

A droga em questão é apresentada como um comprimido verde-oliva e é normalmente vendido na embalagem do fabricante. Os usuários trituram os comprimidos e cheiram o pó, misturam com maconha e fumam, dissolvem em bebidas ou injetam.

Os usuários de Roupinol muitas vezes descrevem os seus efeitos como “paralisantes”. Os efeitos começam de 20 a 30 minutos depois do consumo da droga e o ápice acontece após 2 horas e podem persistir entre 8 ou até 12 horas. Há relatos que o usuário pode ficar tão incapacitado (incapaz de agir) que desfalece,  caindo ao chão com os olhos abertos, capazes de observar acontecimentos, mas completamente incapazes de se moverem. Posteriormente, a memória é debilitada e não conseguem lembrar dos acontecimentos.

Ressalta-se que o Roupinol é vendido na Europa e América Latina como um comprimido para dormir, mas é tido como ilícito nos EUA, o que demonstra a nocividade que o uso indevido da droga pode causar.

Ressalta-se que a venda de Roupinol em desacordo com determinação legal e regulamentar é considerado tráfico drogas, motivo pelo qual Ronal Daniel foi autuado em flagrante. 

O disque denúncia do GENARC está disponível para a população através do WhatsApp (61) 99509-1608.
Denuncie, o sigilo é absoluto.

Categoria:

Espalhe por aí

0 comentários