Com salários atrasados, operários da obra do hospital novo estão de braços cruzados

genildotvcmn@gmail.com | 13:19:00 | 0 comentários


Mais uma vez, a novela se repete. Trabalhadores, que estão na obra da construção do hospital regional de Águas Lindas de Goiás, cruzaram os braços mais uma vez devido a falta do pagamento dos salários. A TV CMN recebeu dezenas de ligações de funcionários os quais preferiram não se identificar com medo de represália, todos  indignados, segundo eles, os salários estão atrasados e já vai entrar para o segundo mês sem o pagamento. Imagens enviadas para TV CMN mostram os trabalhadores de braços cruzados pelo o canteiro de obra.



O vice-governador José Eliton, junto com o prefeito, estiveram visitando as obras esta semana, inclusive o vice-governador foi cobrado na frente de muita gente por alguns operários, segundo informações, José Eliton teria dito que o Estado já havia repassado o pagamento a empresa, mas os trabalhadores reclamam e dizem que já estão com muitas contas atrasadas e que já começa faltar alimentos dentro de casa.

Tentamos entrar em contato com a empresa que é responsável pelas obras do hospital, mas não obtivemos resultados. A TV CMN também procurou o estado e ninguém nos atendeu. Enviamos e-mails, mas até o fechamento desta reportagem não tivemos respostas.
A TV CMN já vem mostrando esse problema dez do ano passado quando os operários reclamaram da falta de pagamento. Na paralização desta semana, os trabalhadores alegaram que estão faltando materiais básicos para as obras como cimento, mas quando a TV CMN fazia esta reportagem fomos informados que um caminhão de cimento tinha acabado de chegar na obra.

       
A retomada das obras do novo hospital só foi possível depois de uma força-tarefa criada pelo o ministério público estadual, ministério da saúde, governo de goiás, e o então prefeito Geraldo Messias, que inclusive havia deixado em caixa mais de R$ 2 milhões de reais da obra.
Estiveram presentes a promotora de Justiça da área de saúde de Águas Lindas, Tânia D’Able Rocha de Torres Bandeira; o coordenador de Convênios e Prestação de Contas do Ministério da Saúde, André Luiz Martins; engenheiros e técnicos do Ministério da Saúde; o secretário Estadual de Saúde, Antônio Faleiros; o procurador do Estado, Alerte Martins; o prefeito de Águas Lindas, Geraldo Messias, e equipe, e o representante do Fundo Nacional de Saúde Sebastião Donizete.
Durante a reunião, foi formada uma força-tarefa para a conclusão das obras. Ficou definido que as pendências entre o município e a União serão solucionadas, sendo feito o distrato do convênio. A prefeitura ficou encarregada de aprovar uma lei municipal para a doação do terreno e da obra para o Estado, que assumirá o término da construção e a gestão da unidade, pelo fato de tratar-se de um hospital regional, com previsão de 152 leitos, sendo 40 de UTI. As obras estão previstas para terminarem ainda este ano.
Estamos de olho!





























Categoria: , , , ,

Espalhe por aí

0 comentários