Cuidado! Não se arrisque

Unknown | 10:40:00 | 0 comentários

Arma de mentira, mas poderia ser de verdade

Carlos Leal


Três elementos armados com um simulacro de arma de fogo (arma de mentirinha), tentaram assaltar um estabelecimento comercial, mas a vítima os colocou pra correr. Enquanto a Polícia Militar era acionada, a vítima perseguia os elementos. Quando a viatura chegou, os elementos foram detidos, mas já não estavam com a arma que havia sido dispensada durante a tentativa de fuga.
O três foram conduzidos ao CIOPS, enquanto outra equipe procurava pela arma, em que foi encontrada.
A vítima compareceu ao CIOPS e reconheceu os três como sendo os que tentaram roubar o seu estabelecimento.
Diante do reconhecimento, os elementos foram autuados por tentativa de roubo.
A ação policial foi executado pelos militares: Sgt. Felix e Sd. Policério, com o apoio do GPT, Cb. Devanício, Sd. Douglas e Al/Sd. Ítalo.

COMENTÁRIO DO REPÓRTER:
Deu certo, mas poderia ter dado errado!
A vítima perseguiu os assaltantes enquanto a polícia estava a caminho. Isso não se faz, porque é grande o risco de ser baleado e morto.
Por sorte, a arma dos marginais não era verdadeira, porque se fosse, com certeza teriam atirado em quem os estava seguindo, e é isso que acontece sempre.
Em caso de assalto, a vítima não deve reagir, mesmo que suspeite que arma não seja verdadeira.
Carlos Leal, sem papas na língua.

Fotos: WhatsApp da TV CMN

Categoria:

Espalhe por aí

0 comentários