Tiago Henrique é flagrado com arma branca antes de audiência

Unknown | 16:10:00 | 0 comentários

Arma branca fabricada a partir do cabo de uma escova de dentes foi encontrada na cueca de Tiago Henrique (Foto: Wagner Soares/TJGO)


O vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha estava armado com um chucho (arma branca artesanal) fabricado a partir do cabo de escova de dentes antes de se dirigir à 1ª Vara Criminal de Goiânia, onde prestou depoimento às 14h desta segunda-feira (4), em audiência sobre o homicídio de Bruna Gleycielle de Sousa Gonçalves.

O objeto foi encontrado pelos agentes penitenciários, durante revista realizada pouco antes do transporte do Núcleo de Custódio do Sistema Prisional de Aparecida de Goiânia para o Fórum Dr. Heitor de Moraes Fleury, no Setor Oeste.

A apreensão da arma foi comunicada ao juiz Jesseir Coelho de Alcântara, da 1ª Vara Criminal de Goiânia, pelo agente prisional Moacir Crispim de Souza Júnior, pouco antes da entrada de Tiago Henrique na sala de audiências. Segundo Moacir Crispim, tudo indica que a intenção do vigilante seria ferir alguém. Um procedimento disciplinar contra Tiago Henrique será aberto.

Ao juiz Jesseir de Alcântara, Tiago Henrique afirmou que estava com a arma porque estava se sentindo ameaçado por outros presos. Contou que ia jogar fora o objeto, mas acabou “esquecendo ele dentro da cueca”. Ele disse que achou o cabo da escova no Núcleo de Custódia.

Depoimento

Com relação à morte de Bruna Gleycielle, Tiago Henrique afirmou lembrar-se de pouca coisa, “apenas alguns flashes”. No depoimento, ele afirmou que vinha de um bar no Centro, onde havia ingerido bebidas alcoólicas, e parou no ponto de ônibus da Avenida T-9. Contou também que não se lembrava de ter anunciado assalto antes de atirar na vítima. Revelou que tem lembrança apenas de ter subido na moto e se dirigido para sua casa, no Conjunto Vera Cruz. Tiago disse que ficou sabendo da morte de Bruna Gleycielle somente no dia seguinte, pela televisão.

Alexsandro Francisco de Araújo, que estava junto com Bruna Gleycielle no ponto de ônibus onde ocorreu o crime, disse ao juiz que reconheceu Tiago Henrique pelas imagens de televisão. Segundo ele, a voz e alguns traços do rosto são idênticos ao do homem que atirou na jovem.

Alexsandro de Araújo contou que saiu da academia em que trabalhava com Bruna Gleycielle e estava no ponto de ônibus aguardando para ir embora para casa, quando um homem parou com a moto em cima da calçada e anunciou o assalto. No momento, estavam apenas ele e a vítima no local. De acordo com Alexsandro de Araújo, antes que pudesse entregar o celular que o assaltante havia pedido, Gleycielle levou um tiro no peito.

Fonte: O Hoje

Categoria:

Espalhe por aí

0 comentários