Promotores solicitam informações sobre andamento de obras de presídios em construções

Unknown | 16:42:00 | 0 comentários




Integrantes do Ministério Público de Goiás reuniram-se na sexta-feira (6/3) com representantes da Caixa Econômica Federal (CEF) para mais uma reunião de acompanhamento das obras dos presídios na Região do Entorno do Distrito Federal e no município de Anápolis. Estiveram no encontro o coordenador do Programa do Entorno, promotor Bernardo Boclin Borges; o coordenador do Centro de Apoio Operacional Criminal, Vinícius Marçal Vieira, além do coordenador da CEF, Dalen Machado, e da gerente de Negócios do banco, Sônia Martins Freitas. Os representantes da Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) e da Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap), apesar de convidados, não compareceram.


Na reunião, os servidores da Caixa informaram que o ritmo das obras diminuiu a partir de dezembro de 2014, no entanto, não houve a paralisação. Eles relataram que a obra mais adiantada é a do presídio de Anápolis, que está com 74,63% do projeto aferidos pela CEF – a Caixa Econômica Federal efetua as medições e faz o controle dos repasses em razão da transferência de recursos federais para as obras. Em relação à unidade de Novo Gama, 27,46% foram aferidos, seguido de 16,53% em Formosa e 7,87% em Águas Lindas. Segundo ponderaram, as aferições da CEF não correspondem necessariamente à execução das obras pela Agetop, que estão em estágio mais avançado.

A próxima reunião de acompanhamento ficou agendada para o dia 8 de maio, na sede do MP. Serão convidados os integrantes da CEF, Agetop, Seap e o procurador da República Ailton Benedito.
 

Fonte: Cristina Rosa / Assessoria de Comunicação Social do MP-GO

Categoria: , ,

Espalhe por aí

0 comentários