Troca de tiros e susto em Taguatinga e no Guará

Unknown | 10:33:00 | 0 comentários

Perseguição, troca de tiros e até  voo de helicóptero. Dois episódios de violência assustaram a população do Guará e de Taguatinga. Na primeira cidade,  a   polícia recomendou manter as portas de casa fechadas e não sair. Era madrugada quando um tiroteio amedrontou os moradores.


O crime no Guará   terminou em tiroteio e dois feridos. A abordagem aconteceu quando um Ford Fusion, roubado em assalto à mão armada no Sudoeste, na mesma noite, foi encontrado na altura da QE 7. Um dos passageiros do carro roubado, encurralado por uma viatura, fez um disparo de arma em direção à PM, dando inicio à troca de tiros. Eles fugiram, mas um dos suspeitos foi encontrado pela manhã, ao dar entrada no Hospital de Base com um tiro na perna. Militar da Aeronáutica, o suspeito é filho de um PM do Guará. O pai   trabalhou nas ruas da cidade na mesma noite do tiroteio.


O motorista da viatura   foi baleado na perna esquerda. Ele   estava sendo atendido no Hospital de Base quando o suspeito chegou. “Depois dos disparos, o Fusion manobrou e escapou. Os policias cessaram a operação e foram levar o colega ao hospital”, explica Rodrigo Larizzatti, delegado-chefe da 4ª DP. O carro foi  abandonado na QE 20.





O suspeito negou a autoria do crime, mas   foi levado   à 4ª DP após ser liberado do hospital. Ele diz que estava na porta de casa, em Vicente Pires, quando foi   assaltado e   levou um tiro. Mas provas testemunhais o colocam   na cena do crime. “Ele está em situação flagrancial e será atuado pelo roubo armado, resistência e tentativa de homicídio do policial”, conclui Rodrigo Larizzatti. 

M. estava na casa de   amigos na QI 9 quando ouviu tiros, por volta da meia-noite. “Foram uns dez disparos. Só fomos entender o que estava acontecendo quando vimos a aglomeração de gente lá fora e   ouvimos as sirenes e o helicóptero”, relata.

Foragido

Há pelo menos uma pessoa foragida. Os policiais  dizem ter visto duas pessoas dentro do carro. Dentro do veículo, foi encontrado um celular que não pertence ao suspeito  preso. A polícia pretende chegar ao segundo envolvido assim que quebrar o sigilo telefônico. 

Para a polícia, tudo indica que ambos integram um grupo  do Guará que vem se envolvendo em uma série de roubos de carros no Sudoeste e Cruzeiro. 

Menor morto em confronto com policiais

Um adolescente morreu logo depois de roubar um Honda Civic na QNL 19, em Taguatinga Norte, quando tentava fugir da polícia. Ele estava com outros três menores, todos com idades entre 14 e 16 anos. Um motociclista viu toda a ação e seguiu o carro roubado até encontrar policiais da Patamo, que assumiram a ocorrência. 
Teve início, então, uma perseguição. No conjunto H da QNM 40, em Taguatinga Norte, a viatura interceptou o veículo e os policiais pediram que o motorista parasse, mas o adolescente, de 15 anos, não obedeceu ao comando. 

Segundo o  capitão Samuel Milward,  o passageiro apontou uma arma para os policiais, que reagiram com pelo menos dois disparos. Um deles atingiu o adolescente, que morreu na hora.  Outro jovem foi ferido na perna. Só depois, verificou-se que a arma era  réplica de uma pistola. O ferido foi levado para o Hospital Regional de Taguatinga. Os outros dois foram apreendidos e levados à Delegacia da Criança e do Adolescente.

"Os policiais deram várias ordens de parada,  que não foram atendidas. Os disparos foram feitos por causa da iminência da arma de fogo", explicou o capitão.

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília
Fotos: Edvaldo Una

Categoria:

Espalhe por aí

0 comentários