De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os carros trafegavam em sentidos opostos e bateram frontalmente.
Reportagem do jornal O dia online / por Dinake Nubia
Quatro pessoas morreram e três ficaram feridas após um grave acidente na noite desta sexta-feira (14/2), na BR-070, em Cocalzinho de Goiás, a 132 quilômetros da capital.

O acidente aconteceu no KM 33 da BR-070, envolvendo um carro e uma van. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os carros trafegavam em sentidos opostos e bateram frontalmente.



Com o impacto da batida, as quatro pessoas que estavam no veículo de passeio não resistiram aos ferimentos e morrem ainda no local.

Outras três pessoas ficaram feridas, onde duas foram levadas para o Hospital Estadual de Urgências de Anápolis (Huana), pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Cocalzinho. Já a terceira vítima foi encaminhada pelo Corpo de Bombeiros para um hospital de Águas Lindas.


Devido o acidente, a pista ficou interditada nos dois sentidos, para que fosse feita a retirada dos corpos e dos veículos na pista. As causas do acidente serão apuradas.
A equipe de Policiais Civis do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (Genarc) de Águas Lindas de Goiás, coordenados pelo Delegado Cléber Martins, prendeu na última quarta-feira (12), um homem suspeito de utilizar comércio como fachada para venda de drogas em Águas Lindas de Goiás.

O comércio em questão fica há menos de 200 metros de uma escola no bairro Jardim Planalto, e aparentemente, era utilizado para mascarar a atividade principal, qual seja, o tráfico de drogas, principalmente cocaína e maconha.

O GENARC chegou até o local por meio de uma denuncia anônima sobre um suposto roubo de celular que havia ocorrido ainda na quarta-feira, e que o aparelho teria sido trocado por drogas na referida "boca de fumo".

No local foram apreendidas porções de cocaína e maconha, além de uma quantia em dinheiro.

O suspeito foi conduzido à Delegacia para os devidos procedimentos e posteriormente encaminhado à Cadeia Pública local, onde ficará a disposição da Justiça.

O disque denúncia do GENARC está disponível para a população através do WhatsApp (61) 99509-1608.
Denuncie, o sigilo é absoluto.
O caso aconteceu no início da madrugada desta sexta-feira (14), quando, ao atender uma ocorrência de violência doméstica, a viatura 10185, com os militares cabo Soares e soldado Damasceno foram para delegacia com a vítima.

 Ao retornar a casa da vítima que fica no setor Jardim Barragem IV avistaram três elementos suspeitos na frente da casa da mulher, sendo dois deles dentro de um veículo parado e um terceiro em pé na porta do carro conversando com os dois, nesse momento os policiais acharam estranho e a mulher logo em seguida reconheceu que o carro parado na rua seria o dela. 

Os policiais foram sentido os indivíduos e ao perceber que se tratava da viatura da PM o que estava em pé saiu caminhando, tentando disfarçar, mas a PM foi mais esperta e conseguiu abordar os três e foi constatado que os elementos estava furtando a casa da vítima de violência doméstica enquanto ela estava na delegacia. No carro os policiais acabaram encontrando vários objetos da mulher que já estava dentro do carro para serem levados, inclusive o veículo que era da vítima e que estava na garagem.

Diante dos fatos, a vítima teve que voltar para delegacia, só que desta vez para fazer um boletim de ocorrência por furto a residência. Nessa ocorrência os policiais pediram apoio a equipe do CPU (comando de patrulhamento urbano) da 35º CIPM que estavam na viatura 10180, sargento Portela e cabo Da Silva.

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio do Grupo Antirroubo a Banco (GAB) da Delegacia de Investigações Criminais (Deic) e do Grupo Tático (GT3), realizou, no dia 11 de fevereiro último, a prisão de um homem de 40 anos, considerado um dos maiores assaltantes de bancos do estado da Bahia.
O indivíduo era investigado pelo GAB por furto e roubo a caixas eletrônicos na cidade de Águas Lindas de Goiás. Os crimes ocorreram, respectivamente, na madrugada do dia 22 de maio do ano passado, em uma farmácia situada no Setor Guaíra I, e na madrugada do dia 3 de novembro de 2019, em uma galeria localizada no Setor Parque da Barragem, Setor 08, ambos no município de Águas Lindas de Goiás. Na segunda atuação, o suspeito rendeu o segurança do local restringindo sua liberdade enquanto realizavam o “corte” dos terminais de autoatendimento bancário.

O autor possui condenação por roubo a bancos na modalidade “cangaço” no estado da Bahia e é investigado também pelo envolvimento a roubos de carros-forte.
O suspeito morava no município de Águas Lindas há três anos e utilizava um nome falso para evitar sua prisão. No momento em que foi preso, o indivíduo estava transitando em um veículo Fiat/Uno e tentou escapar da ação policial, tendo sido perseguido pelos investigadores da Polícia Civil. Após não obedecer às ordens de parada, perdeu o controle do veículo e chocou-se contra um muro residencial.
Na residência do suspeito foram apreendidos roupas, rádios comunicadores e outros objetos utilizados nas empreitadas criminosas.

Segundo assessoria jurídica da Câmara da Cidade, apesar de caber recurso, decisão já deve ser cumprida de imediato com a posse do vice-prefeito

Reportagem do portal Maisgoiás
A população de Santo Antônio do Descoberto aplaudiu a cassação do prefeito da cidade, nesta terça-feira (11), na porta do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO). De acordo com o assessor jurídico jurídico da Câmara Municipal, Bruno Pena, o TJ-GO confirmou a sentença, em primeira instância, da magistrada do município pela perda do cargo de Adolpho Von Lohrmann (MDB), .
“Ele entrou com um mandado de segurança contra o processo da Câmara. A juíza de primeira instância negou, mas ele tinha conseguido por meio de apelação uma liminar de efeito suspensivo, mas com o julgamento da apelação acabou. É só dar cumprimento”, revelou o advogado.
primeira decisão com relação ao caso é de julho de 2019 e foi assinada pela juíza Patrícia de Morais Costa Velasco. No documento, ela não acatou o argumento de Adolpho. Ele afirmava que o processo de cassação era nulo.
“[…] nenhum dos argumentos apresentados pelo impetrante levam à declaração de nulidade do processo, o qual, ao contrário do que sustentado, deve continuar, visto que não restou evidenciado o direito líquido e certo do impetrante, já que foram respeitados todos os princípios constitucionais e infraconstitucionais aplicados ao caso, especialmente a ampla defesa e o contraditório”, disse o texto.

Santo Antônio do Descoberto tem novo prefeito

Ainda de acordo com a assessoria jurídica da Câmara Municipal, cabe recurso da decisão, mas não há efeito suspensivo. Desta forma, a decisão já deve ser cumprida de imediato com a posse do vice-prefeito, Aleandro Olívio Caldato (PROS).

O presidente da Câmara Municipal do município, Márcio Parente (PP),afirmou em entrevista ao Mais Goiás que não será necessário que o legislativo dê posse ao novo prefeito. “Isso já foi feito em agosto. O problema é que ele [Adolpho] entrou com uma liminar e estava se mantendo no cargo por conta dela. Agora que já foi julgado, é só uma questão de comunicar a juíza local. Acredito que tudo esteja resolvido até o final do dia”, ressaltou o parlamentar.
Vale destacar que esta cassação foi feita pela Câmara do Município por irregularidades na licitação de um asfalto em R$ 40 milhões. Além disso, o chefe do executivo não teria cumprido com os repasses de uma autarquia municipal de previdência, além de não atender aos chamados da Casa de Leis e não zelar pelo município, conforme a assessoria jurídica do parlamento da cidade.

Resposta oficial

Mais Goiás entrou em contato com a comunicação da prefeitura de Santo Antônio do Descoberto e aguarda um posicionamento sobre a decisão.
A reportagem também tentou contato telefônico com o prefeito cassado, Adolpho Von Lohrmann. Entretanto, as ligações não foram atendidas até o fechamento da matéria, às 16h17. O espaço está aberto para a manifestação.
Uma denúncia anônima levou a PM no setor pérola II onde segundo a denúncia havia uma moto de cor preta e um carrinho de mascate com vários produtos dentro. Por achar estranho, moradores da região resolveram chamar à polícia. 


A viatura 10185 foi até o local e lá estava a moto e o carrinho. Como não foi encontrado os possíveis autores um guincho da PM foi chamado pro local onde recolheu os objetos e a motocicleta que foi conduzido para delegacia local para procedimentos de praxe.
A adolescente participava de uma brincadeira com outras duas meninas que guiavam a colega sobre como proceder, quando ela bateu a cabeça no chão e acabou se ferindo

O caso de uma menina que morreu após participar de uma brincadeira que se popularizou na internet chama a atenção para o perigo desse tipo de viral. Emanuela Medeiros, de 16 anos, bateu a cabeça no chão na Escola Municipal Antônio Fagundes, em Mossoró, no Rio Grande do Norte (RN).

Ela sofreu traumatismo craniano, foi socorrida pela direção do colégio e levada ao Hospital Regional Tarcísio, mas morreu. O caso aconteceu em novembro do ano passado, mas viralizou esta semana. 

A adolescente participava de uma brincadeira com outras duas meninas que guiava a colega sobre como proceder. Após pular e sofrer uma rasteira, ela bateu a cabeça no chão e acabou se ferindo. 

 Um vídeo com a brincadeira é reproduzidio por diferentes crianças e está circulando pelas redes sociais. Os pais alertam para o perigo. “Orientamos nossas crianças a não praticarem e nem participarem deste perigo”, diz o texto que acompanha o vídeo. 

Agentes do Grupo Especial de Repreensão a Narcóticos (GENARC), cumpriu mandado de busca e apreensão em uma residência no setor oito em Águas Lindas de Goiás. No local, os policiais encontraram um revólver calibre 38 municiado. O homem assumiu que a arma era dele, e que tinha ela em casa para sua defesa pessoal, mas disse aos policiais que não tinha documento de posse ou porte. Nesse caso, os agentes então conduziram o homem para delegacia onde foi ouvido pelo o delegado. 

O homem vai responder por posse ilegal de arma de fogo. Ele deve pagar fiança e vai aguardar o julgamento em liberdade.

Policiais foram recebidos a tiros em região conhecida como Vendinha, na área rural de Brazlândia. Quatro suspeitos foram detidos


Policiais militares do Grupo Tático Operacional (Gtop) prenderam, na madrugada desta terça-feira (4/2), quatro homens com três armas e 40 litros de lança-perfume, na área rural de Brazlândia. 

Os militares realizavam um ponto de bloqueio na BR-080, quando um homem informou que seu filho estaria sendo ameaçado por um grupo armado, na região conhecida como Vendinha. 

Ao se deslocaram até o local, os policiais foram recebidos com tiros. Após o tiroteio, os militares conseguiram capturar dois suspeitos. Com eles, foi apreendida uma espingarda calibre 20. No lote, também foram encontrados os 40 litros de lança-perfume. 

Os policiais, então, continuaram a busca pelos dois suspeitos que fugiram após a troca de tiros. Os homens foram encontrados em uma residência próxima. Eles também portavam uma espingarda calibre 20, além de um revólver calibre 38.

Os quatro homens, as armas e o entorpecente foram encaminhados ao Centro Integrado de Operações de Segurança, em Águas Lindas de Goiás. 

Os detidos vão responder por tentativa de homicídio, porte irregular de arma de fogo e tráfico de substância entorpecente.

Um bebê de apenas dois anos foi baleado na coxa, no momento que dois suspeitos executaram seu pai, com pelo menos oito tiros na última terça-feira (4/2) em Itumbiara.

Conforme as informações repassadas pela polícia, uma equipe da Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) foi chamada para atender a ocorrência de um homicídio no setor Trindade, em Itumbiara, através do Centro de Operações da Polícia Militar (Copom).

Ao chegar no local a equipe policial encontrou a vítima caída no chão alvejada por vários disparos de
arma de fogo. O rapaz foi identificado como Túlio Moura.

Família estava voltando do supermercado quando foi abordada
pelos suspeitos

De acordo com o depoimento da mulher da vítima, os dois retornavam do supermercado, e enquanto o companheiro manobrava o veículo, dois suspeitos apareceram em uma moto, a qual a mulher não soube
identificar a cor, marca e cilindradas.

A mulher afirmou que o condutor da motocicleta estava usando camiseta preta, era magro e baixo, enquanto o garupa estava com uma camiseta laranja de botões meio forte e estatura mediana. Segundo o relato da esposa da vítima, o garupa desceu da moto e antes mesmo da família deixar o carro efetuou vários disparos, e um deles atingiu a coxa do bebê do casal de apenas dois anos, em seguida o suspeito disparo diversas vezes contra Túlio, que foi baleado nas costas, braço, ante braço e peito.

No local a equipe policial encontrou cerca de 10 capsulas deflagradas de uma pistola .40. De acordo com as informações da polícia, a vítima tinha passagens pela polícia, os policiais constataram também que havia três perfurações no veículo, que foi liberado para o sogro da vítima momentos depois.
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (Samu) foi chamado para atender a ocorrência e apenas
constatou o óbito do jovem no local.
A Polícia Civil, por meio do GENARC (Grupo Especial de Repressão a Narcóticos) de Águas Lindas de Goiás, coordenado pelo Delegado Cléber Martins, estourou na sexta-feira (31/01), um desmanche de veículos produtos de crime, sendo recuperados 3 (três) carros provenientes de roubo. 

Também foram encontrados várias peças e motores de carros sem procedência ou com numeração raspada.  

De acordo com informações da Polícia Civil, o desmanche ocupava um barracão no bairro Jardim América 1. Nele, os agentes encontraram diversas peças registradas com roubo, além de alguns veículos ainda não desmontados.


Os policiais chegaram ao local por meio de investigações relacionadas a denúncias anônimas. No local foram encontrados um VW Gol que havia começado a ser desmanchado e estava sem as rodas, além de um VW Quantum também na mesma situação, bem como uma caminhonete S-10 que havia sido roubada no dia anterior. 
Além dos carros foram encontradas diversas carcaças de motores, e uma quantidade considerável de agrotóxicos, fertilizantes, aparentemente produto de roubo/furto de carga.

Os investigados pelas práticas ilícitas acima serão responsabilizados por meio de Inquérito Policial instaurado pela Polícia Civil. 

O disque denúncia do GENARC está disponível para a população através do WhatsApp (61) 99509-1608.
Denuncie, o sigilo é absoluto.
A vítima tentou fugir do carro quando percebeu que era um sequestro, mas os homens conseguiram capturá-la de volta

REPORTAGEM DO PORTAL MAIS GOIÁS
-------------------------------------------------------

Na madrugada deste sábado (1º), uma mulher foi mantida em cárcere privado por quatro homens no município de Alexânia, em Goiás, após dar carona a eles. Ela os conheceu na mesma noite, em um bar no setor Águas Lindas II, no município de Águas Lindas de Goiás.

Os sequestradores disseram à vítima que moravam nas proximidades, por isso ela deu-lhes carona. Em seguida, o tom da conversa mudou e eles teriam dito que ela iria onde eles quisessem. Assustada, a mulher tentou fugir do carro, mas não conseguiu.

Segundo a Polícia Militar (PM), os sequestradores pegaram estrada para a cidade de Samambaia, no Distrito Federal, onde passaram a noite usando um pó branco, que parecia com cocaína e ingerindo bebidas alcoólicas. A mulher foi obrigada a fazer o uso destas substâncias com eles.

Na manhã seguinte pegaram estrada sentido Goiânia, vindo até a cidade de Alexânia.

De acordo com a corporação, eles foram na casa de um familiar de um dos sequestradores, e depois passaram em um mercado e distribuidora. Neste momento compraram mais bebidas alcoólicas e pegaram estrada até chegar no Lago Corumbá.

Por lá, com bastante medo, a vítima aproveitou para fugir e encontrou uma guarita onde acionou a PM. Quando a corporação chegou no no local, a mulher indicou onde estaria o veículo.


A polícia realizou diligencias nas proximidades do local indicado e encontrou três homens às margens do Lago Corumbá IV. O outro sequestrador foi encontrado escondido na mata, e estava com a chave do carro da mulher.
A mulher foi levada para o Hospital de Alexânia, onde foi realizado o exame de corpo e delito. Os suspeitos foram levados para a Delegacia da Polícia Civil (PC) em Águas Lindas de Goiás.
Franklin Evaristo da Sila / morto no setor Mansões Imperatriz
A cidade de Águas Lindas de Goiás teve ao menos três baleados na madrugada desse sábado (01/02) ao menos duas vieram a óbito. Segundo informações o primeiro caso foi no setor jardim Pérola II em frente a uma distribuidora de bebidas onde duas pessoas foram baleadas. Socorridas para o Hospital Municipal Bom Jesus, uma delas não resistiu e faleceu. Não tivemos informações do nome das vítimas e nem dos autores. A polícia civil segue investigando o caso.

O outro caso fio por volta das 5h00 da manhã no setor Mansões Imperatriz. Segundo foi informado, vários elementos em um carro e uma moto invadiu uma residência e efetuaram diversos disparos de arma de fogo contra um homem que dormia no local. A vítima morreu na hora. A polícia foi acionada e identificou o homem como sendo Franklin Evaristo da Silva de 38 anos, com passagens pela polícia recém-saído do presídio. Até o momento ninguém tinha sido preso. A polícia civil segue investigando todos esses casos.

Nas imagens que chegaram aqui na redação da TV CMN mostra três elementos, dois deles torturando um individuou suspeito de ter subtraído uma bicicleta de um deles e um terceiro de filma toda ação. Repare que eles usam um porrete enorme para agredir o suspeito. Segundo informações, os dois que aparecessem agredindo o homem seriam traficantes do setor Jardim América IV (morada da serra) bairro onde eles moram. 


O homem que estava sendo torturado seria um usuário de drogas lá da região.
As imagens são fortes e por isso resolvemos embaçar todo trecho do vídeo. Não tivemos mais informações sobre este caso. 

Reportagem da ISTOÉ

Ronaldo Caiado traz de volta o coronelismo exercido por sua família no passado, impondo censura à imprensa, perseguindo adversários e nomeando dezenas de parentes para cargos públicos

Desde que assumiu o governo de Goiás há um ano, Ronaldo Caiado (DEM) tem demonstrado ser realmente o legítimo herdeiro do coronelismo exercido por sua família desde o início do século passado, quando seu avô Antônio Totó Caiado, ex-senador já falecido, dominava o estado com capangas e mão de ferro. O governador vem adotando, assim, ações que resgatam o perfil do verdadeiro coronel goiano. Tem intensificado um processo de perseguição a jornalistas de blogs e sites que o criticam, praticado o nepotismo explícito ao nomear pelo menos 22 parentes para importantes funções públicas e implantado intenso toma lá dá cá com deputados que o apóiam na Assembleia em troca de cargos. Paralelamente promove o desmonte das políticas sociais deixadas por seu antecessor, o ex-governador Marconi Perillo (PSDB), com o intuito apenas de apagar seu legado, o que está gerando um enorme retrocesso político e econômico em Goiás.
A veia autoritária do governador foi realçada na semanapassada quando a polícia estadual, seguindo orientação do MP local, controlado por ele, comandou uma operação contra jornalistas independentes de Goiânia que produzem três blogs e sites — Canal do Gama, Goiás 24h e Blog do Cleuber —, considerados por ele como de oposição ao seu governo, pelo simples fato de publicarem informações com críticas a sua administração. O blog Goiás 24h, do jornalista Cristiano Silva, por exemplo, divulgou, no ano passado, que o governo promoveu um baile funk no Palácio das Esmeraldas para comemorar o aniversário de sua filha e isso o tornou alvo da ira de Caiado, que estava na festa ao lado da mulher, Gracinha.
Nessa operação policial, feita com estardalhaço, os jornalistas foram alvo de busca e apreensão em suas casas e diversos deles tiveram seus celulares apreendidos, pois o objetivo é apurar os nomes dos informantes dos jornalistas. Oficialmente, o processo contra os blogueiros deseja saber se eles foram favorecidos com verbas de publicidade do estado na gestão do tucano Perillo. Em três anos, esses blogs receberam R$ 2,5 milhões. No mesmo período, o governo gastou R$ 300 milhões em publicidade. Ou seja, os valores recebidos por eles são irrelevantes, mas mesmo assim sofrem a devassa determinada pelo governador. “Como o veículo de comunicação mais lido de Goiás, não aceitaremos censura dos poderosos de plantão”, escreveu Cristiano Livramento da Silva em seu site. A investigação incluiu até mesmo o jornalista João Bosco Bittencourt, ex-assessor de Perillo, suspeito de subsidiar a imprensa com informações contra Caiado. Ele considera o ato como “um ataque à liberdade de imprensa”.
Nomeação de parentes
“A única preocupação do governador é perseguir quem ele acredita ter ligações com Perillo. Caiado passa os dias olhando pelo retrovisor, pedindo investigações contra o governo anterior, mas nada faz para melhorar a vida da população”, diz o deputado Tales Barreto, líder do PSDB na Assembleia. Ao mesmo tempo em que “cria um clima de terrorismo à imprensa” e persegue os adversários, o governador oferece benesses aos amigos e familiares. Nomeou, sobretudo, tios e primos para cargos públicos, como é o caso de Ênio Caiado, colocado na presidência da Goinfra, e Ederval Caiado, como diretor da mesma estatal. Apesar de dizer que adotaria a nova política, ele loteou cargos públicos para os deputados que compõem sua base na Assembleia. Isso ficou claro quando cinco parlamentares, entre eles Humberto Teófilo (PSL) e Eduardo Amado (PV), votaram contra seus projetos de Previdência estadual e o estatuto do funcionalismo. Caiado demitiu todos os 90 funcionários indicados por esses deputados para cargos públicos, como parte da barganha pelo apoio parlamentar.
De acordo com deputados ouvidos por ISTOÉ, Caiado está tomando medidas para desmontar os programas sociais deixados pelo PSDB, que governou o estado nos últimos 20 anos. Entre outras coisas, acabou com o programa de renda cidadã, que complementava os rendimentos de 90 mil famílias do Bolsa-Família, e suspendeu o cheque-moradia, que subsidiava os participantes do Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, concedendo-lhes casas totalmente quitadas. “Nós pegamos o estado com um PIB de R$ 17 bilhões em 1998 e deixamos o governo em 2018 com o PIB em R$ 240 bilhões, mas Caiado quer nos fazer retroceder apenas para impor a força de seu papel de coronel no estado”, disse Barreto.